Sobre tudo

Canto orfeônico e o Coral amador

14 de maio de 2021

O canto orfeônico, projeto pedagógico musical brasileiro, foi criado em 1930, durante o governo de Getúlio Vargas, pelo compositor e educador Heitor Villa-Lobos. O intuito era contribuir, através da educação musical, com a formação de uma identidade brasileira, iniciando os estudantes nas artes do solfejo de canções folclóricas e hinos brasileiros. Em entrevistas que realizei colhi o depoimento de algumas alunas:

Adriana Sappracone, nascida na Itália, chegou ao Brasil em 1957, indo morar em São Paulo, no bairro da Lapa. Freqüentou a Escola pública primária Jose Monteiro Boanova, ate 1959. Foi nesta escola que teve aulas de canto orfeônico: “Fiquei muito surpresa, havia uma sala reservada para a aula de canto orfeônico na escola. Foi assim que fiquei conhecendo as belas canções e hinos de um pais até então novo para mim.”    

Carmelita Rodrigues de Moraes, coordenadora do projeto Música no Museu da Casa Brasileira, estudou na Caetano de Campos, centro da cidade de São Paulo, e lembra que o canto orfeônico era matéria que podia reprovar o aluno.

  Nossa colaboradora Cristina conta que sua cunhada estudou canto orfeônico em Goiás e se lembra de ter aprendido as notas musicais através dos solfejos de canções infantis brasileiras.

 As professoras que passaram pelo estudo do canto orfeônico, segundo as entrevistadas, eram excelente exemplo vocal para seus alunos e viviam cantando com eles em suas atividades diárias na escola.  

Villa-Lobos criou também uma escola para professores de canto orfeônico que os habilitaria para tal finalidade. Faz parte desta iniciativa a criação dos “Guias Práticos”, que são compilações do cancioneiro infantil brasileiro e de hinos do nosso país. Precioso trabalho de pesquisa em que o compositor esclarece, inclusive, as origens de cada canção. Dizia Villa-Lobos: “Tenho uma grande fé nas crianças. Acho que delas tudo se pode esperar. Por isso é tão essencial educá-las. É preciso dar-lhes uma educação primária de senso ético, como iniciação para uma futura vida artística. […] A minha receita é o canto orfeônico. Mas o meu canto orfeônico deveria, na realidade, chamar-se educação social pela música. Um povo que sabe cantar está a um passo da felicidade; é preciso ensinar o mundo inteiro a cantar”.

Este, a meu ver, é o objetivo dos corais amadores do qual sou regente entusiasta!

Inspirada no grande educador que foi Villa-Lobos, criei o projeto de musicalizacao para crianças e educadores da rede pública de ensino, Villa-Lobos para Todos, utilizando como material o seu Guia Prático, compilação de centenas de canções infantis brasileiras. Voces podem ver as atividades virtuais propostas por este projeto para estes tempos de pandemia no meu canal de youtube:https://www.youtube.com/watch?v=bS3WXcC0ch0&list=PLKAPL-Ns-nOpkFSgIV4nPUCerzwGe3I69 E, para ouvir a interpretação do Coletivo Villa-Lobos para algumas canções infantis do Guia Pratico, acesse https://soundcloud.com/user-627176891/sets/coletivo-villa-lobos-para-todos

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe uma resposta